Nunca mais

O CORVO | Adaptação em quadrinhos do poema sobrenatural de Edgar Allan Poe

Adaptação de Leander Moura se inspirou nos quadrinhos e filmes contemporâneos para criar o clima lúgubre da obra do mestre do terror gótico

Adaptação de Leander Moura se inspirou nos quadrinhos e filmes contemporâneos para criar o clima lúgubre da obra do mestre do terror gótico

Adaptado por Leander Moura (Lovenomicon, um tributo a H. P. Lovecraft,  Maldito Sertão, Horas Escuras, Antologia VHS e Insonho) com influências de quadrinhos contemporâneos como Aberto Breccia (Mort Cinder), Mike Mignola (Hellboy) e Manu Larcenet (O Relatório de Brodeck) para compor um clima soturno, e ao mesmo tempo criar uma narrativa dinâmica. o autor nos contou aqui pra gente do Rede Comics que os filmes A Bruxa (2015) de Robert Eggers e Hagazussa (2017) de Lukas Feigelfeld como obras que foram impactantes, e de alguma forma foram canalizadas durante a construção da narrativa gráfica.

O detalhe curioso é que tudo foi produzido num único mês, desde a elaboração do roteiro até a finalização das páginas. O processo criativo foi basicamente reler a obra original e decidir a melhor forma de transpor o texto para outra linguagem sem perder sua essência.

 

"É difícil encontrar alguém que nunca tenha pelo menos ouvido falar do poema de Edgar Allan Poe, seja uma menção numa música (a banda de Gothic Metal Tristania, em seu primeiro álbum, Widow's Weeds, tem uma canção chamada My Lost Lenore, justamente a mulher do poema e, Rotthing Christ, em seu recente álbum traz simplesmente a balada The Raven), cinema, quadrinhos ou teatro. O trágico texto da ave agourenta (ou não) inspira muito do imaginário gótico e seus subgêneros. A adaptação era um sonho antigo, mas só agora foi possível fazê-la." Disse Leander.

 

O poema O Corvo (The Raven), do escritor norte-americano Edgar Allan Poe (1809-1849), foi publicado pela primeira vez em 1845, no New York Evening Mirror. O texto conta a história de um homem que, assustado com as memórias de uma mulher morta chamada Lenore, é visitado por um corvo à noite. Ganhou traduções de expoentes da literatura, como Baudelaire, Fernando Pessoa e Machado de Assis, e nesta versão em quadrinhos, o texto renasce com uma boa dose do horror gótico.

 

Serviço:

O Corvo - Edgar Allan Poe
Formato: 19x26 cm
Páginas: 28 (preto e branco)
Capa: Cartão 250g. (Colorida e sem orelhas)
Miolo: Offset 90g.
Lombada: Grampeada
Editora: Publicação independente
Valor sugerido: R$: 20.00

Para adiquirir:

Contato: Instagram ou e-mail

Para adquirir a nova (a independente também) edição é só entrar em contato comigo ou no site da editora.

Coment√°rios